Fui iniciado por um homem casado

Caros leitores, hoje tenho meus 40 anos bem vividos, 87kgs bem distribuídos nos meu 1,84m de altura, bonito .Esta minha experiência aconteceu quando eu estava no auge do meus 21 anos, passando final de semana na praia com alguns amigos. Estava caminhando sozinho pela areia por volta das 18horas quando fui abordado por um homem que andava com seu carro pela areia, queria saber o caminho para voltar para São Paulo, respondi que não sabia pois também não morava lá. Logo me perguntou de onde eu era e respondi que morava no interior de São Paulo, queria que eu entrasse no carro para conversarmos um pouco. Me deu uma sensação estranha, de medo, excitação, tesão, vergonha, meu coração estava acelerado. Me deu um sorriso safado e disse que poderia entrar sem medo; ele era moreno claro, aparentava uns 40 anos, atraente. Respondi que não podia, pois já era tarde e precisava ir embora, pois amigos deveriam estar preocupados. Naquela época Cibratel !! era praticamente deserta, o desejo era grande , mas o medo superava qq tesão. VC TEM MEDO DE BICHO PAPÃO?? Ele me perguntou. Fiquei tão indignado com a pergunta que aceitei o convite e entrei no carro. Começamos a conversar e ele me elogiando, me perguntando se eu não costumava brincar com outros amigos, pois eu era bonito e com certeza sempre tinha algum amigo querendo brincar. Na infância e adolescência sempre fui muito tímido e quanto mais ele falava mais sentia o calor subindo pelo meu rosto. Eu mudo e duro feito estátua, enquanto ele tocava minha perna as vezes e me perguntou se eu não queria brincar com ele um pouquinho, respondi que não sabia e ele logo colocou minha mão no seu cacete que já estava duro, totalmente sem jeito comecei a mexer no seu cacete, colocou pra fora do short e disse para eu chupá-lo tb, pois havia acabado de tomar banho. Meio sem experiência, comeceu a mamar naquele bonito cacete que deveria ter uns 18 cms, me deliciei e acabei me soltando mais e relaxando, ele começou a me acariciar, passar mãos nas minhas pernas e bunda, eu estava me entregando ao meu dominador. Pediu para eu parar, pois não queria gozar na minha boca, queria era fuder na minha bundinha. Fiquei ligeiramente apavorado, mas ele me traquilizou dizendo que seria carinhoso. Sem ter noção de como tudo estava acontecendo rápido, me colocou de 4 no banco do carro e começou a lamber minha bunda, lubrificou meu cuzinho com saliva e começou a esfregar o cacete no meu anelzinho enquanto lambia meu pescoço e dizia que eu era uma delicia e que iria me comer bem gostoso e para eu relaxar para o cacete entrar bem gostoso. Ele era carinhoso, mas fazia anos que não dava, a penetração foi difícil, ele doido de tesão, querendo entrar no meu cuzinho apertado, me pegou um pouco mais forte e dei um grito, pois a cabeça havia entrado, pedi parar um pouco, pois sentia muita dor, fui relexando e aos poucos foi metendo devagar, enfiava um pouquinho, tirado tudo prá fora, lubrificava mais um pouco e enfia novamente mais um pouco, para eu sentir o cacete dele centímetro por centímetro, o medo deu lugar a um tesão delicioso, a dor desapareceu e eu só queria sentir ele todinho dentro de mim. Finalmente enfiou seu cacete todinho dentro e começou naquele gostoso vai e vem, entra e sai, no início foi devagar e depois começou a entrar forte e rápido, me fazendo gemer de tesão, sentindo aquele cacete todinho dentro de mim. Delirávamos e ele me dizia que eu era muito gostoso, que não aguentava mais e precisava gozar, dissendo isso, me abraçou forte e deu mais umas fundas estocadas e urrou de prazer, inundando todo meu cuzinho de porra quente, ele ficou abraçado em mim e pediu para eu gozar tb, me masturbei e gozei como nunca com o cacete dele dentro de mim. Nos limpamos e ele levou proximo de onde estava hospedado e disse q era casado e que adorava sair com garotos da minha idade e que se eu morasse em São Paulo repetiríamos mais vezes. Saí do carro com as pernas bambas com um sorriso idiota no rosto, feliz da vida. Infelizmente nunca mais tive notícias do meu casado gostoso.

Comente isso!